Notícias

Mãe faz vídeo após morte da filha

26 de novembro de 2015
12182731_980489498655966_469897819434916675_o

Mãe de Ponta Grossa vai processar Unimed e médico

A bebê Isabelly morreu na barriga de sua mãe no dia 11 de outubro de 2015. Após 37 semanas de uma gravidez tranquila e cheia de alegria, onde mãe e filha eram apenas um coração, Alane Roberta Sampaio, de 22 anos, perdeu sua filha Isabelly Sampaio Ponzoni.
Alane conta que, no dia 8 de outubro, foi até o Hospital Unimed com sangramento e muita dor. Lá, foi internada até o dia 10. Com o “tampão” estourado, mesmo Alane e sua família alegando insegurança e protestando pela realização de um parto cesariana, o médico deu alta à jovem mãe e disse-lhe para esperar o trabalho de parto em casa. No dia 11, Alane voltou ao hospital com muita dor e sangramento. Infelizmente, já era tarde e a bebê Isabelly acabou morrendo na barriga da mãe.
Alane conversou comigo e relatou a situação absurda que viveu e que vai ser anexada na CEI das Maternidades. Além disso, pediu que eu compartilhasse esse vídeo que fez em homenagem ao pequeno anjo Isabelly.
O pai de Isabelly chama-se Wesley Watson Ponzoni.
O advogado ponta-grossense Rubens Dias foi contratado para promover uma ação judicial contra a Unimed e também o médico responsável pelo atendimento. Quando o processo for protocolado, iremos postar seu inteiro teor.
#pietroarnaud
#maternidadePGjá
#mãesPG
#ceidasmaternidades