Notícias

Pietro Arnaud protocola Moção de Aplauso a Agentes Comunitários de Saúde

4 de outubro de 2016
25652742855_d5e233c9aa_o

“Personagem fundamental da cadeia de Atenção Primária, é ele quem está mais próximo dos problemas que afetam a comunidade”, informa o Blog da Saúde, do Ministério da Saúde

O vereador Pietro Arnaud (Rede), vice-presidente da Câmara Municipal de Ponta Grossa, protocolou, na tarde desta terça-feira (4), Moção de Aplauso aos Agentes Comunitários de Saúde (ACS), em alusão ao Dia Nacional do Agente Comunitário de Saúde, comemorado no dia 4 de outubro. A Moção é dirigida a Robson Xavier da Silva, gerente de Unidade Básica de Saúde, Centro de Atendimento e Pronto Atendimento, da Secretaria Municipal de Saúde.

“Quero parabenizar aos amigos ACSs do município de Ponta Grossa pela passagem do Dia Nacional do Agente Comunitário de Saúde. Estou protocolando hoje [terça] uma Moção de Aplauso pelo importante trabalho realizado por todos vocês”, disse Pietro em seu site (www.pietroarnaud.com.br) e em seu perfil na rede social Facebook.

“Personagem fundamental da cadeia de Atenção Primária, é ele [ACS] quem está mais próximo dos problemas que afetam a comunidade. Ele se destaca pela capacidade de se comunicar com as pessoas e pela liderança natural que exerce”, informa o Blog da Saúde do Ministério da Saúde (www.blog.saude.gov.br). Segundo o blog, a ação do ACS favorece a transformação de situações que afetam a qualidade de vida das famílias, como aquelas associadas ao saneamento básico, destinação do lixo, condições precárias de moradia, situações de exclusão social, desemprego, violência intrafamiliar, drogas lícitas e ilícitas e acidentes etc. Esse trabalho tem como principal objetivo contribuir para a qualidade de vida das pessoas e da comunidade “e, para que isso aconteça, [ele] está sempre alerta”. “Todas as famílias e pessoas da região são acompanhadas por meio da visita domiciliar, na qual se desenvolvem ações de educação em saúde. Entretanto, sua atuação não está restrita ao domicílio, ocorrendo também nos diversos espaços comunitários”, diz o blog.

 

Justificativa

Conforme a justificativa da Moção de Aplauso, entre as principais funções do Agente Comunitário de Saúde está a identificação dos fatores socioeconômicos, culturais e ambientais que interferem na saúde. “Ao identificar ou tomar conhecimento da situação-problema, ele entra em contato com a pessoa e/ou familiares e depois o encaminha à unidade de saúde para uma avaliação mais detalhada. Os diferentes aspectos de um problema são examinados cuidadosamente com as pessoas, para que sejam encontradas as melhores soluções”, diz o Blog da Saúde.

Seu trabalho passa por todos os aspectos da família. “Pessoas com deficiência, por exemplo, podem ter dificuldade no convívio familiar, na participação na comunidade, na inclusão na escola, no mercado de trabalho, no acesso a serviços de saúde, sejam estes voltados à reabilitação ou consultas gerais. Conhecer essa realidade, envolver a equipe de saúde e a comunidade na busca de recursos e estratégias que possibilitem superar essas situações são atitudes muito importantes que podem ser desencadeadas pelo agente, repercutindo na mudança da qualidade de vida e no aumento de oportunidades para essas pessoas na construção de uma comunidade mais solidária e cidadã”, continua o blog.

“Enfim, o Agente Comunitário de Saúde auxilia na promoção do cuidado à saúde da população, alertando, prevenindo e identificando os problemas de cada região”. Segundo o blog, comprovadamente, o atendimento realizado de maneira mais humanizada “traz melhores resultados para a saúde da população, pois favorece o estabelecimento de uma relação de confiança entre o profissional e usuário, aumentando vínculo e a adesão ao tratamento”.

Segundo o Ministério da Saúde, as principais atribuições do Agente Comunitário de Saúde são: estimular continuamente a organização comunitária; participar da vida da comunidade principalmente através das organizações, estimulando a discussão das questões relativas à melhoria de vida da população; fortalecer elos entre a comunidade e os serviços de saúde; coletar dados sobre aspectos sociais, econômicos, sanitários e culturais; informar aos demais membros da equipe de saúde da disponibilidade necessidades e dinâmica social da comunidade; orientar a comunidade para utilização adequada dos serviços de saúde; registrar nascimentos, doenças de notificação compulsória e de vigilância epidemiológica e óbitos ocorridos; cadastrar todas as famílias da sua área de abrangência; identificar e registrar todas as gestantes e crianças de 0 a 6 anos de sua área de abrangência, através de visitas domiciliares; atuar integrando as instituições governamentais e não governamentais, grupos de associações da comunidade (parteiras, clube de mães etc.); e executar, dentro do seu nível de competência, ações e atividades básicas de saúde, como acompanhamento de gestantes e nutrizes, incentivo ao aleitamento materno, acompanhamento do crescimento e desenvolvimento da criança, garantia do cumprimento do calendário da vacinação e de outras vacinas que se fizerem necessárias, controle das doenças diarréicas, controle da Infecção Respiratória Aguda (IRA), orientação quanto a alternativas alimentares, utilização da medicina popular e promoção das ações de saneamento e melhoria do meio ambiente (disponível no endereço eletrônico https://pt.wikipedia.org/wiki/Agentes_comunit%C3%A1rios_de_sa%C3%BAde).